quinta-feira, 26 de abril de 2012

Mais uma do filhote!

Há bocadito, estava ele a brincar todo entretido. Comecei a ouvir uns "pum", "pum" um tanto ou quanto estranhos...

Fui ter com ele e perguntei-lhe o que é que ele estava a fazer. Resposta: "estou a construir uma cidade com as minhas refamentas". (Note-se que as "refamentas" dele são um martelinho de plástico daqueles dos kits de médico, carrinhos, um termómetro de brincar... tudo menos ferramentas!)

E eu disse que achava muito bem, que estava a ficar muito giro, mas... que não se dizia "refamentas", mas sim "ferramentas".

Ele pára imediatamente o que estava a fazer, vira-se para mim, solta um suspiro enorme ao mesmo tempo que põe as mãos na cintura e diz, muito calmamente, ao mesmo tempo que se inclina para a frente, para ficar ao nível dos meus olhos (entretanto eu tinha-me sentado no chão):

"Oh mamã, eu sei que é fer-ra-men-tas (assim, silabado e tudo), mas eu digo "re-fa-men-tas"; percebeste????"

Eu disse que sim, que percebi, mas já agora, queria saber porque é que ele dizia "refamentas" em vez de ferramentas (pensava eu que o ía desarmar...). A resposta:

"Oh mamã... então não vês que as minhas ferramentas (disse bem) não são a sério? Por isso é que eu digo refamentas!"

E pronto; com esta, quem ficou desarmada fui eu!!!



Bjinhos!!

1 comentário:

  1. Ahahahaha, boa!!! Puto giro! PARABÉNS! "Baba" que mereces!
    Beijinhos

    ResponderEliminar